AVALIAÇÃO FISICO-QUÍMICA E MORFOLOGICA DE DEFEITOS EM MATERIAL VULCANIZADO DA INDÚSTRIA DE PNEUMATICOS

  • Alex Sirqueira Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
  • Thais Magdalena de Paula

Resumo

Neste trabalho os defeitos de uma peça oriunda da indústria de pneumático, câmara de vulcanização, foram avaliados através do inchamento em solvente orgânico, teor de cinzas e morfologia, a fim de inferir sobre possíveis causas dos defeitos. Através dos resultados pode-se especular que os defeitos encontrados foram ocasionados provavelmente pela má dispersão dos componentes de vulcanização na peça vulcanizada. Diferenças encontradas no teor de cinzas e na morfologia do material vulcanizado corroboraram com esta hipótese. As amostras com ciclo de operação de 380 e 383 apresentaram morfologia típica de material envelhecido, entretanto as amostras de 9 e 154 ciclos apresentaram microfratura que ocasionaram ruptura prematura do material.

Referências

1. A. S. Sirqueira; L. Sireli; M. V. O. Silva Revista polímeros. 2008, 19, 3.
2. H. M. da Costa Revista polímeros. 2010, 21, 37.
3. A. S. Sirqueira, Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2005.
4. M. Cossa in Anais do 1o
Jornada de Ciência e Tecnologia da UEZO, Rio de Janeiro, 2011, Vol.
1, 343.
Publicado
2016-02-21
Como Citar
SIRQUEIRA, Alex; DE PAULA, Thais Magdalena. AVALIAÇÃO FISICO-QUÍMICA E MORFOLOGICA DE DEFEITOS EM MATERIAL VULCANIZADO DA INDÚSTRIA DE PNEUMATICOS. Acta Scientiae et Technicae, [S.l.], v. 3, n. 2, fev. 2016. ISSN 2317-8957. Disponível em: <http://www.uezo.rj.gov.br/ojs/index.php/ast/article/view/101>. Acesso em: 29 set. 2022. doi: https://doi.org/10.5935/2317-8957.20150009.