ANALYSIS OF SCIENTIFIC PRODUCTION ABOUT DRUGS OF ABUSE IN FORENSIC TOXICOLOGY

FORENSIC TOXICOLOGY

  • Monique Malafaia Guimarães Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação-IBMR/Laureate International Universities
  • Rebecca Leal Caetano, Dra Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • César César Carriço, Dr Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação-IBMR/Laureate International Universities
  • Júlio Vianna Barbosa, Dr Pesquisador do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS)- IOC- Fiocruz
  • Deborah Paredes Soares da Silva, Prof Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS) – IOC- Fiocruz
  • Zeneida Teixeira Pinto, Dra Pesquisadora do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS) – IOC- Fiocruz

Resumo

A toxicologia forense é uma ferramenta essencial que auxilia nas investigações, identificando os agentes tóxicos, com a finalidade de esclarecer as questões que ocorram em procedimento legal, ela é empregada com o objetivo de detectar, reconhecer, identificar e quantificar quando existe o contato com certos agentes como por exemplo: álcool, maconha, cocaína e LSD, que são consideradas drogas de abuso. O objetivo do estudo foi analisar a produção científica nacional, dos últimos 10 anos, sobre drogas de abuso na toxicologia forense. Para o levantamento dos artigos utilizou-se os descritores: toxicologia forense, drogas de abuso, álcool, cocaína, maconha e LSD no Google Acadêmico. Para a seleção das produções científicas, foram utilizados os seguintes critérios de inclusão: artigos publicados no período de 2008 a 2018, disponíveis na íntegra e online. Foram encontrados dezenove artigos publicados sobre o tema em quinze periódicos analisados no período de 2008 a 2018. Os anos com o maior número de publicações foram 2009, 2014 e 2015, com três publicações cada um e o ano de menor publicação foi 2008, onde nenhum artigo foi encontrado. A Revista Revinter apresentou o maior número de produções na área da Toxicologia Forense. Com relação aos tipos de drogas de abuso utilizadas nos estudos, a cocaína aparece como a mais estudada seguida pela maconha. Já o álcool e o LSD aparecem como as drogas de abuso menos estudadas. Diversas técnicas de análise foram utilizadas para a identificação das drogas de abuso. O resultado da análise da produção científica sobre drogas de abuso na toxicologia forense, mostrou o quão importante e indispensáveis as metodologias de análises na toxicologia forense. A cada droga que se cria há um método eficiente que possui um amplo grau de precisão para sua identificação. Isso demonstra uma preocupação dessa área em identificar e quantificar essas drogas com precisão, sensibilidade e especificidade, em amostras cada vez menos invasivas visando a proteção do sujeito e da sociedade.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Monique Malafaia Guimarães, Graduada em Biomedicina pelo Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação-IBMR/Laureate International Universities-  

##submission.authorWithAffiliation##

Rebecca Leal Caetano Professora Dra da Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Campos Petrópolis

##submission.authorWithAffiliation##

Professor Dr. do Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação-IBMR/Laureate International Universities

##submission.authorWithAffiliation##

Dr. Pesquisador do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS)- IOC- Fiocruz

##submission.authorWithAffiliation##

Professora do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS) – IOC- Fiocruz

##submission.authorWithAffiliation##

Dra Pesquisadora do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde (LEAS) – IOC- Fiocruz

Publicado
2021-07-02
Como Citar
GUIMARÃES, Monique Malafaia et al. ANALYSIS OF SCIENTIFIC PRODUCTION ABOUT DRUGS OF ABUSE IN FORENSIC TOXICOLOGY. Acta Scientiae et Technicae, [S.l.], v. 9, n. 1, jul. 2021. ISSN 2317-8957. Disponível em: <http://www.uezo.rj.gov.br/ojs/index.php/ast/article/view/290>. Acesso em: 03 jul. 2022. doi: https://doi.org/10.17648/uezo-ast-v9i1.290.
Seção
Artigos