Otimização de método cromatográfico para quantificação do herbicida ácido 2,4-Diclorofenoxiacético (2,4-D)

  • Andressa Sbano Centro Universitário Estadual da Zona Oeste - UEZO
  • João Victor Rego Ferreira Centro Universitário Estadual da Zona Oeste - UEZO
  • Bárbara Alvarenga Peckle Centro Universitário Estadual da Zona Oeste - UEZO
  • Andrew Macrae Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Ida Carolina Neves Direito Centro Universitário Estadual da Zona Oeste - UEZO

Resumo

O herbicida ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D) representa 40% de todos os herbicidas utilizados na agricultura, sendo largamente utilizado na cultura de cana de açúcar. Sua aplicação pode prejudicar o meio ambiente e a saúde humana, por ser extremamente tóxico. É necessário desenvolver um método eficaz para quantificação de pesticidas no solo e monitoramento da degradação por microrganismos do solo. O objetivo deste estudo foi desenvolver e validar um método para quantificação de 2,4-D e seus derivados por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (HPLC) para ensaios "in vitro" de biodegradação. Foi desenvolvido um método para a quantificação por meio de HPLC, que foi subsequentemente utilizado para a determinação das curvas de calibração de 2,4-D e os subprodutos 4-clorofenol, 2,4-diclorofenol, 2-clorofenol, 2-metilfenol e 4-Cloro-2 - metilfenol. As concentrações utilizadas foram de 0,5; 0,2; 0,08; 0,004; 0,0006 mg.L-1. ANOVA revelou que as curvas de calibração podem ser utilizadas para quantificação destas moléculas. Os resultados do emprego do método cromatográfico e das curvas de calibração mostram que é possível empregar este método para a quantificação do 2,4-D e seus subprodutos em experimentos de biodegradação.

Referências

AMARANTE JR, O. P. DE; BRITO, N. M.; SANTOS, T. C. R. DOS; NUNES, G. S.; RIBEIRO, M. L. Determination of 2,4-dichlorophenoxyacetic acid and its major transformation product in soil samples by liquid chromatographic analysis. Talanta, v. 60, p. 115-121, 2003a.

AMARANTE JUNIOR, O. P.; SANTOS, T. C. R.; NUNES, G. S. Breve revisão de métodos de determinação de resíduos do herbicida ácido 2,4- diclorofenoxiacético (2,4-D). Química Nova, Vol. 26, N°. 2, p. 223-229, 2003b.

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Sistema de Informações sobre Agrotóxicos (SIA). Disponível em: Acesso em: 13 Fev. 2004.

ANVISA - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (Brasil). Sistema de Informações sobre Agrotóxicos (SIA). Disponível em: . Acesso em 12 jun. 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria MS nº 518, de 25 de março de 2004. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2005. (Série E, Legislação em Saúde). Lei nº 7.802, de 11 de julho de 1989. Dispõe sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a importação, a exportação, o destino final dos resíduos e embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, e dá outras providências. Diário Oficial da União. Poder Executivo. Brasília, DF: Congresso Nacional, 1989.

CAIRES, S. M.; CASTRO, J. G. D. Levantamento dos agrotóxicos usados por produtores rurais do município de Alta Floresta. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande. Revista de Biologia e Ciências da Terra. v. 2, p.35-42, 2002.

CONCEIÇÃO, M. Z. Segurança nas aplicações de herbicidas. In: Anais Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. Foz do Iguaçu: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas, 2000.

COUTINHO, C. F. B.; TANIMOTO, S. T.; GALLI, A.; GARBELLINI, G. S.; TAKAYAMA, M.; AMARAL, R. B.; MAZO, L. H.; AVACA, L. A.; MACHADO, S. A. S. Pesticidas: Mecanismo de ação, degradação e toxidez. Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente. v. 15, p. 65-72, 2005.

DENNIS, J. J. The evolution of IncP catabolic plasmids. Current Opinion in Biotechnology, v. 16, p. 291-298, 2005.

DIREITO, I. C. N. Bioprospecção e interações de populações bacterianas degradadoras do herbicida 2,4-D em solos agrícolas. 2009. 190p. Tese de Doutorado (Pós-Graduação em Biotecnologia Vegetal) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009. Orientadores: Andrew Macrae e Leda Cristina Santana Mendonça Hagler.

FEDERATION OF AMERICAN SCIENTISTS. National Programs Prior to and During World War II. 2006. Disponível em: . Acesso em 15 mai. 2010.

FRUMKIN, H. Agent orange and Cancer: An Overwiew for clinicians. Environmental Carcinogens, v. 153, p. 245-255, 2003.

GUEDES, S. F. Estudo da biodegradação do ácido 2,4-diclorofenoxiacético, um herbicida selectivo amplamente utilizado na agricultura, por uma estirpe de Penicillium. 210. 280p. Universidade Nova De Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Grupo de Disciplinas de Ecologia e Hidrosfera. Tese de mestrado, Monte da Caparica, 2010. Orientadora: Ana Lúcia Leitão.

HAUGLAND, R.A.; SCHLEMM, D.J.; LYONS 3RD, R.P.; SFERRA, P.R.; CHAKRABARTY, A.M. Degradation of te Chlorinated Phenoxyacetate Herbicides 2,4 –Dichlorophenoxyaetic Acid and 2,4,5- Trichlorophenoxycetic Acid by Pure Mixed Bacterial Cultures. Medline. v. 56, 1990.

HOFFMANN, D.; KLEINSTEUBER, S.; MÜLLER, R. H.; BABEL, W. A transposon encoding the complete 2,4-dichlorophenoxiacetic acid degradation pathway in the alkalitolerant strain Delftia acidovorans P4a. Microbiology, v. 149, p. 2545-2556, 2003.

IBGE. Indicadores de desenvolvimento sustentável. Estudos e Pesquisa - Informação Geográfica, n. 7, Rio de Janeiro, 2010.

LONDRES, F. Agrotóxicos no Brasil: um guia para ação em defesa da vida. Rio de Janeiro: AS-PTA – Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa, Rio de Janeiro, 2011.

MASSART, D. L.; SMEYERS-VERBEKE, J.; VANDEGINSTE, B.; ANALUSIS 1994, 22, M14.25. HILL,A. R. C; REYNOLDS, S. L.; 1999. Internacional Standard Organization. Precision of Test Methods. v. 1, p. 22, 1994.

MCGHEE, I.; BURNS, R. G. Biodegradation of 2,4-dichlorophenoxyacetic acid (2,4-D) and 2-methyl-4-chlorophenoxyacetic acid (MCPA) in contaminated soil. Applied Soil Ecology, v. 2, p. 143-154, 1995.

MORET, S.; SÁNCHEZ, J. M.; SALVADÓ, V.; HIDALGO, M.The evaluation of different sorbents for the preconcentration of phenoxyacetic acid herbicides and their metabolites from soils.JournalofChromatography. Vol.1099, p. 55-63, 2005.

PIMENTEL, M. F. & BARROS NETO, B. Calibração: uma revisão para químicos analíticos. Química Nova, v. 19., p. 268-277, 1996.

RIBANI, M. et al. Validação em Métodos cromatográficos e eletroforéticos. Química Nova, v. 27, p. 77-780, 2004.

RIBAS, P. P.; MATSUMURA, A. T. S. A química dos agrotóxicos: impacto sobre a saúde e meio ambiente. Revista Liberato, v. 10, p. 149-158, 2009.

RODRIGUES, N. R.; ANDRIETTA, M. G. S. Biodegradação do diclosulam por bactérias isoladas de solos cultivados com soja. Planta Daninha, v. 28, p. 393-400, 2010.

SHINGLER, V. Integrated regulation in response to aromatic compounds: from signal sensing to attractive behaviour. Environmental Microbiology, 2003. dói: 10.1046/j.1462-2920.2003.00472.x.


SILVA, T. L. A. O Brasil Envenenado: Alimentos Para a Vida ou Para a Morte? Disponível em: . Acesso em 30 jul. 2012.

SILVA, T. M.; STETS, M. I. Degradation of 2,4-D herbicide by microorganisms isolated from brazilian contaminated soil. Braz. J. Microbiol. v. 38, p. 522-525, 2006.

SINDAG. Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola. Disponível em: _schema=PORTAL>. Acesso em: 28 de abril de 2009.

SINDAG - SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS PARA DEFESA AGRÍCOLA - 2010. Disponível em: . Acesso em 25 jul. 2011.

STOPPELLI, I. M. B. S.; MAGALHÃES, C. P. Saúde e segurança alimentar: a questão dos agrotóxicos. Ciências saúde coletiva. v. 10, p.91-100, 2005.

TADEO, J. L.; SÁNCHEZ, B. C.; BEATRIZ, A. B.; LORENA, G. L.Analysisofpesticideresidues in juiceandbeverages. Critical Rev. AnalyticalChem. v. 34. p. 121-131, 2004.
Publicado
2013-12-16
Como Citar
SBANO, Andressa et al. Otimização de método cromatográfico para quantificação do herbicida ácido 2,4-Diclorofenoxiacético (2,4-D). Acta Scientiae et Technicae, [S.l.], v. 1, n. 2, dez. 2013. ISSN 2317-8957. Disponível em: <http://www.uezo.rj.gov.br/ojs/index.php/ast/article/view/24>. Acesso em: 29 set. 2022. doi: https://doi.org/10.17648/uezo-ast-v1i2.24.
Seção
Artigos